Para chamar a atenção ao uso de energia exigido na mineração de criptomoedas os russos irão criar o “Crypto Hour”. O movimento tem como objetivo colocar em questão a necessidade de tecnologias blockchain mais sustentáveis por este motivo os russos pedirão a quem minera que desligue todo o seu equipamento no dia 24 de março, das 20:30h às 21:30h (considerando o horário local).

Tal campanha é liderada por Peter Dvoryankin, fundador da rede internacional de investidores CryptoLife e segundo informações, para ele há uma necessidade de criar mapas capazes de colocar mineradoras próximas a fontes de energia mais renováveis e assim transformar a mineração em algo de fato sustentável e ecologicamente viável.

A rede Bitcoin já utiliza mais de 50 terawatts-hora de energia por ano, levando isso em consideração, a mineração de Bitcoins utilizará tanta eletricidade quanto o resto do mundo combinado até 2020.

Por isso a importância da campanha, que não deve ser só uma preocupação do governo Russo e sim de todos os países onde a mineração é viável.

 

Escrito por: Amanda de Melo Barbosa