Recentemente em de Davos na Suiça ocorreu o Fórum Econômico Mundial, onde líderes mundiais expuseram suas opiniões sobre o uso das criptomoedas e sua regulamentação. O assunto gerou polêmicas e discussões entre a elite econômica mundial, o Bitcoin, foi a criptomoeda mais comentada.

Segundo representes a maior preocupação dos Estados nacionais é com a segurança, o ex-ministro de finanças da França alegou que “o anonimato e a falta de transparência e a forma como ele esconde e protege o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo seria inaceitável”.

Contudo, líderes observaram o potencial da tecnologia blockchain e muitos, ainda visualizam o Bitcoin como investimento importante que trará com seu crescimento impactos econômicos significativos, mas mesmo assim não reconheceram o Bitcoin e outras criptomedas como “moedas”.

Obviamente toda essa movimentação gerou manifestações nas redes sociais, entusiastas e investidores mantiveram seu posicionamento perante a descentralização relacionada a instituições bancárias e o uso das criptomoedas, muitos comentaram ser impossível parar o crescimento do Bitcoin, pois os retornos até agora são altíssimos e que esse é um dos motivos cruciais para que Estado-Nação tenham interesse pela regulamentação.

 

Escrito por: Amanda de Melo Barbosa